O que é um alfabeto? Existem escritas que funcionam de maneira diferente?

Oi, pessoal, tudo bem? Eu sou o Igor, proprietário da Doppel, e vou começar a publicar sobre minha área de estudos aqui no blog 😀

“Minha área” de estudos é a Linguística, e quero compartilhar um pouco sobre uma coisa que eu sou apaixonado: línguas e escrita. Vou passar um pouco do que eu aprendi com minhas “pesquisas” e espero que vocês gostem.

Hoje, precisamente, vou falar um cadim sobre sistemas de escrita.

Essa imagem não possui todos os sistemas de escrita que temos no mundo, mas é um resuminho dos mais importantes na minha visão particular. Nessa série de artigos, vou tratar de cinco deles: alfabeto, abjad, abugida, silabário logograma.


ALFABETO

a

Na imagem, o sistema alfabeto está representado por quatro exemplos: alfabeto latino, alfabeto grego, alfabeto cirílico, alfabeto georgiano e alfabeto hangul.

Não vou me delongar muito falando sobre ele pois nós ocidentais estamos mais do que habituados ao uso dele, mas, basicamente, cada grafema (os caracteres) representa uma vogal ou uma consoante da língua. Como assim? Bem simples: no alfabeto nós temos um desenhinho para cada um dos sons que fazemos ao falar. No som da palavra PIRULA, escrevendo com alfabetos usaríamos um simbolozinho de igual peso para cada um dos sons que falamos: P – I – R – U – L – A.

PIRULA nesses 4 alfabetos:

Georgiano: ფირულა

Grego: πιρουλα

Cirílico: пирула

Hangul (coreano): 피루라

Vamos analisar mais de perto?

as

Compreendeu o que é um alfabeto? Pra cada um dos sons nós temos um caractere de “igual peso”.


ABJAD

ab

Na imagem, o sistema abjad está representado por dois exemplos: árabe e hebraico.

Caso fossemos escrever PIRULA usando a lógica da árabe, que é um abjad, portanto não possui grafemas igualitários entre consoantes e vogais (ou seja, eles não as marcam de forma parecida), ficaria alguma coisa assim: بِرُلَ. Nessa escrita, as vogais não estão marcadas, apenas a consoantes. As vogais são marcadas usando diacríticos (sinais gráficos que colocamos acima ou abaixo de um grafema, para modificá-lo), enquanto as consoantes possuem “símbolos de verdade”.

Em verdade, o árabe e o hebraico até marcam as vogais, porém somente as vogais longas… mas é um assunto mais complexo para outro artigo, visto que não temos muito disso no português.

Se for fazer uma analogia ao alfabeto latino do português, diríamos que o acento agudo, circunflexo, grave e trema seriam o que marca as vogais, enquanto letras “reais” marcam as consoantes.

Vamos analisar mais de perto, junto com o hebraico.

Screenshot_3


ABUGIDA

Na estampa Sistemas de Escrita, temos o devanágari como exemplo de uma escrita abugida, porém existem muitos no mundo, principalmente nas regiões da Índia e indo-china. O devanágari é a escrita usada pelo sânskrito.

Sabe aquelas escritas cheia de minhoquinhas e risquinhos que parecem “se ligar” aos símbolos? Pois então, são abugidas. Em suma eles costumam ser um pouco parecidos pois derivam em sua maioria de uma escrita ancestral em comum, a escrita brahmi, que foi usada nessa mesma região milhares de anos atrás.

Alguns exemplos de escrita abugida, além da já citada: escrita tailandesa, escrita laociana e escrita khmer.

A escrita abugida possui algumas semelhanças com o abjad: as consoantes são marcadas de forma diferente que as vogais, não igual ao alfabeto que marca ambas de forma igual.

Na escrita devanágari, a forma básica das consoantes (ou seja, sem nenhuma perninha adicional) possuo som de consoante + A. Sendo assim, o grafema त, que é o grafema do som do nosso P, tem som de PA. Para suprimir esse A ou modificá-lo para um U, por exemplo, são colocadas umas perninhas. Veja o exemplo:

PA = त (forma básica do grafema)

PE = ते

PI = तॢ

PO = तो

PU = तु

P mudo = त्

Se fossemos escrever PIRULA na escrita devanágari, ficaria assim:

तॢरुल

Vamos analisar mais de perto e entender cada traço desta incrível escrita.

Em azul temos a forma básica do PA, que sofre modificação da vogal I em rosa, tornando-se um PI.

Em verde temos a forma básica do RA, que sofre modificação da vogal U em amarelo, tornando-se um RU.

Em vermelho temos a forma básica do LA, que não necessita de vogais pois nessa forma o grafema de L já carrega o som de A.


SILABÁRIO

Na estampa, o silabário está presente em dois exemplos: katakana e hiragana, ambas escritas japonesas. O nome revela muito como funciona: cada grafema representa uma sílaba diferente. Pode contar o número de sílabas e o número de caracteres ali na imagem. Isso explica também sobre a língua japonesa: ela raramente tem consoantes mudas, e sempre que alguma palavra estrangeira aparece com esse evento, os japas enfiam vogal onde não há.

Um exemplo e uma piada: Japonês NÃO fala pastel de flango! Quem fala isso são os chineses. Os nipônicos falaram PASUTERU DE FURANGO. O L virou um R porque não existe o som de L no japonês, e eles falam a mais próxima: o R. O mesmo ocorre no árabe como citei no outro e-mail: não existe P e eles falam o mais próximo, que é o B. As consoantes mudas S e R de PASTEe F de FRANGO ganharam um U.

Vamos escrever PIRULA em katakana e em hiragana? Lembrando que não há L, logo, será PIRURA.

Katakana: ピルラ

Hiragana: ぴるら

Vamos analisar mais de perto?


LOGOGRAMA

Finalmente chegamos nessa escrita do Luciraldo (sabia que vamos ter camisetas do Um Sábado Qualquer em breve? 😀 Fica de olho!). O logograma está representado por duas escritas na estampa: o hanzi que é chinês e o kanji que é japonês.

Como funciona? Basicamente são como emoticons: o símbolo representa uma ideia ou alguma coisa física. Sim, é isso. Não tem mistério. Você tem que decorar o que aquele símbolo representa e ainda aplicar ele no contexto. No hanzi e no kanji alguns símbolos você consegue traçar um paralelo entre o desenho e a coisa na vida real, como por exemplo ÁRVORE, que nessas duas escrita é 木. O kanji é baseado nos hanzis chineses, portanto, dessa forma, muitos são comuns nas duas escritas.

Outros símbolos são formados a partir da junção vários. Floresta, por exemplo, são três kanjis de árvore: 森.

Isso de “combinar” os símbolos pode ir mais profundo que você imagina, e inclusive combinar o SOM das palavras, principalmente estrangeiras. Petróleo em inglês pode ser traduzido como PETROLEUM, e é dessa pronúncia que vem os kanjis em japonês, que é a junção do kanji de PEDRA com o de ÓLEO.

石 PEDRA

油 ÓLEO

石油 PETRÓLEO

Resumindo, a vida é muito curta para aprender a ler kanjis e hanzis. Além de ter que decorar o símbolo de cada um, sem ter como “ler” os sons, você ainda tem que saber aplicar no contexto correto.


Bom, é isso. Espero que tenha gostado desse resuminho explicando um pouco sobre escrita. Não sou um grande especialista, mas qualquer dúvida que possuir, pode me escrever.

Além disso, quero fazer uma pergunta: eu deveria abrir um canal no YouTube falando sobre essas curiosidades inerentes à língua e à escrita? Quero a sua opinião!


Agora, seção jabá Doppel Store. Eu sei que é chato receber jabá, mas preciso alimentar meus gatos e pagar os boletos 😦

Se quiserem adquirir camiseta, moletom ou pôster dessa ilustração dos sistemas de escrita, basta clicar aqui. ou na imagem.

O mês de abril INTEIRO estamos com os seguintes presentinhos para quem comprar nossos produtos. No primeiro dia de maio todos esses presentes mudarão para outras coisas tão legais quanto 😀

Frete Grátis para compras acima de R$ 200,00.

Leve 5 Pague 3: Insira 5 camisetas e o resto você já está careca de saber.

Livro do Pirula: Compre 3 camisetas e mande um alô pelo whats pedindo o livro que eu incluo no pedido 😀

Almofadona FOGUETE: Compre 3 camisetas e siga as mesmas instruções do livro do Pirulão: manda um oi sumida no whats e pede o foguetin 😀

E não para por ai… Já viu os NOVOS LANÇAMENTOS? Clique em ACESSAR LOJA e saiba mais.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: